O lago Shinobazu

Olhe para esta imagem. Não é de cair o cu da bunda?

De quimonos azuis — um estampado, outro listrado —, duas amigas caminham distraídas pela ponte de madeira que secciona o lago Shinobazu 不忍池, localizado no parque Ueno 上野公園, região central de Tóquio, que ainda oferece museus e um jardim zoológico.

É verão. As folhas e flores de lótus acarpetam a superfície das águas.

O Shinobazu é dividido em três partes. A primeira, claro, é o lago de lótus 蓮の池. Em seguida, a área em que é permitido alugar barcos e pedalinhos ボートの池. Por fim, o chamado lago dos cormorões 鵜の池, situado no perímetro do zoológico e nomeado em homenagem às aves aquáticas que ali habitam. No centro do Shinobazu fica a ilha de Benten-jima 弁天島, onde foi erguido o Benten-do 弁天堂, templo consagrado à divindade Benten 弁天, protetora dos rios e cursos d’água, padroeira das gueixas, dos músicos e artistas itinerantes, única mulher a participar do seleto grupo dos Sete Deuses da Fortuna 七福神.


Título: Shiba Benten ike 芝弁天池 (1929)

Artista: Kawase Hasui 川瀬巴水 (1883-1957)


postagem em parceria com @pictures_of_the_floating_world

4 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Clareou