Gravidez


Idealizado no início da era Meiji 明治時代 (1868-1912), o movimento bunmei kaika 文明開化 almejava o progresso da nação japonesa e o esclarecimento da sua população. Para tal, era imprescindível assimilar a sabedoria e a tecnologia ocidentais, em uma abordagem científica que acabou por permear aspectos diversos do cotidiano. Antes limitados a um número restrito de indivíduos, os atlas de anatomia europeus agora se encontravam disponíveis em grande escala, servindo de modelos à interpretação japonesa de tópicos como concepção e parto.

À direita, em molduras de ovo de galinha, veem-se dez mulheres em estágios distintos de gravidez. Abertos, os quimonos facilitam a visão de raio-x dos úteros, os fetos flutuantes em ventres cor de sangue.

No conjunto de seis círculos à esquerda, são apresentados tipos diferentes de parto. No topo, em um círculo mais dilatado, o parto cefálico, mais comum e simples. Abaixo, um feto em posição córmica, ou horizontal, ocasião em que o braço é o primeiro a vir à luz. Em seguida, o nascimento de gêmeos, o parto pélvico iniciado pelos pés e o parto pélvico iniciado pelas nádegas. Por fim, o desfecho dos diferentes partos pélvicos, em que a cabeça é a última a aparecer.


Título: Kainin no kokoroe 懐妊の心得 (1880)

Artista: Hamano Teisuke 浜野貞助 (ativo em c. 1880)


postagem em parceria com @pictures_of_the_floating_world

1 visualização