Flagrantes em 24 horas - - - 6 am


A moça envolve o bebê, a moleira ainda azulada, em um tecido vermelho com motivos florais. Mesmo na era Meiji 明治時代 (1868-1912), quando reformas sociais encorajaram a reavaliação do papel das mulheres, estas permaneceram associadas à vida doméstica e à maternidade, ideologia corroborada pela política governamental denominada ryosai kenbo 良妻賢母, boas esposas e mães sábias. A educação oferecida às estudantes do ensino médio se concentrava em prepará-las para o matrimônio e torná-las donas de casa exemplares, de modo a exonerar os maridos de preocupações cotidianas que os impedissem de se dedicar por inteiro à construção da nova nação. Com o ryosai kenbo, as mulheres se transformariam em ferramentas para servir aos homens e ao país. Caso optassem por permanecer solteiras, seriam taxadas de anormais.

A presença na imagem de acessórios ocidentais reflete a mudança nos costumes. A jovem alimenta a criança com leite em pó — considerado moderno e, portanto, requisito para uma mãe sábia — em uma mamadeira desenvolvida na Inglaterra nas décadas de 1850 e 1860. Composto por uma garrafa de vidro, um tubo de borracha e um bico em formato de chupeta, o utensílio se tornou incubadora ideal para bactérias — pouco contribuiu os fabricantes afirmarem ser necessário lavá-la somente a cada duas ou três semanas. Responsável pelo aumento nos índices de mortalidade infantil do período, a imprensa inglesa carinhosamente a batizou de mamadeira assassina.

Título: Gozen rokuji 午前六時

Série: Mitate chuya nijuyo ji no uchi 見立昼夜廿四時之内 (1890)

Artista: Toyohara Kunichika 豊原国周 (1835-1900)

0 visualização