top of page

Adeus


O monge solitário avança, um passo por vez, na neve que se acumula. Seu objetivo, o hall dourado do Konjikido 金色堂, idealizado para representar a terra pura de Amida 阿弥陀 e eleito descanso final da poderosa família Fujiwara 藤原氏, da qual descendem tantos imperadores 天皇. Trata-se do último trabalho de Kawase Hasui, poema visual em que acena em despedida à vida e ao público. Talvez o artista se identificasse com o santo homem em pleno inverno.

A primeira tiragem da xilogravura foi distribuída pela viúva de Hasui àqueles que compareceram ao serviço funeral do artista, morto em 27 de novembro de 1957.




Título: Hiraizumi Konjikido 平泉金色堂 (1957)

Artista: Kawase Hasui 川瀬巴水 (1883-1957)


postagem em parceria com @pictures_of_the_floating_world

1 visualização

Posts recentes

Ver tudo

Lua vai

bottom of page