O Japão não é maravilhoso? Filhos respeitam os pais, os idosos são valorizados, a comida tem pouco sódio e a pontualidade é uma segunda pele. Que nação! Mas, pode uma sociedade ser tão funcional sem colocar um peso enorme nas costas dos indivíduos?
 

Cartas, romance escrito por Keigo Higashino em 2003, apresenta uma das facetas mais sombrias do Japão: a fórmula para derrubar a taxa de criminalidade a índices mínimos. O livro revela que a punição vai além da sentença — aliás, ela extrapola o criminoso para abranger sua família, seja atual ou futura. Seu irmão cometeu latrocínio? Trate de esquecer faculdade, um trabalho digno, uma namorada (ou namorado) de família de bem. As portas serão fechadas, porém de forma bastante educada, com verbos no futuro do pretérito. Será que, talvez, não seria melhor se você, quem sabe?

Cartas é um choque de realidade.

Cartas

R$ 49,90Preço
  • Título: Cartas
    Autor: Keigo Higashino
    Ano de publicação: 2020
    Número de páginas: 216
    ISBN: 978-65-991316-0-8