top of page

Marcas da paixão


Angustiada, a moça morde o lenço enquanto tem o braço tatuado. Sua expressão e gestos misturam prazer e dor, evocando as xilogravuras eróticas shunga 春画, onde mulheres mordem lenços para abafar gemidos de gozo. Até o momento, o tatuador completou metade dos traços para a palavra sakura さくら, cerejeira, provavelmente o nome ou apelido do amante da garota. Tal categoria de tatuagem, denominada irebokuro 入れ黒子, sinalizava o compromisso entre amantes passionais. De início, resumia-se a um único ponto discreto na mão, porém evoluiu para sílabas e ideogramas. Feita por Tsukioka Yoshitoshi, a imagem lembra aquela concebida décadas antes por Kitagawa Utamaro, com os papéis de tatuador e tatuada invertidos.

A prostituição japonesa era dividida em um ecossistema de castas — a jovem em questão, por exemplo, é uma joro 女郎, garota de programa de baixa categoria. Tatuagens eram feitas por trabalhadores, gângsteres, michês e mulheres de reputação suspeita, e acredita-se que tenham se originado como alternativa para rotular criminosos ou entre os pescadores, na forma de amuletos para espantar monstros marinhos.

Os dentes da garota estão tingidos de preto, técnica chamada ohaguro お歯黒, que utilizava limalha de ferro como matéria-prima. Teorias especulam que, por se tratarem de parte visível do esqueleto — e, portanto, símbolo de morte —, os dentes eram considerados impuros e, assim, inapropriados para exibição pública. Uma das razões, além do recato, pelas quais as japonesas levariam a mão à boca ao sorrir. O pretejamento dos dentes era feito por mulheres casadas e prostitutas, submetidas ao ohaguro como parte do rito de passagem à vida adulta, iniciada por volta dos 13 anos.

Imagem: Itaso Kansei nenkan joro no fuzoku いたさう寛政年間女郎の風俗

Série: Fuzoku sanjuniso 風俗三十二相 (1888)

Artista: Tsukioka Yoshitoshi 月岡芳年 (1839-1892)


Imagem: Onitsutaya Azamino, isami tsu Gontaro 鬼蔦屋薊野いさみ通権太四良

Série: Jitsu kurabe iro no minakami 実競色乃美名家見 (1798-1799)

Artista: Kitagawa Utamaro 喜多川歌麿 (1753-1806)

15 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Candiru

Comments


bottom of page