Deitou com cão, com pulga levanta


“Sujeito excelente e de grande valor.”

Assim foi recomendado Tamagawa Souma, pessoa de reputação e talento, a Gamou Ujisato 蒲生氏郷 (1556-1595), senhor do castelo de Aizuwakamatsu 会津若松城. Feliz, o daimiô 大名 recepcionou o vassalo recém contratado.

Contudo, em questão de dias Ujisato entregou uma quantia de dinheiro a Souma e o dispensou, sem motivo aparente. Confusos, os subordinados questionavam a decisão.

“Por que demitiu homem tão genial? Parecia certa sua ascensão meteórica a oficial do estado-maior.”

“No dia em que conheci Souma, ele nada fez além de me lambuzar de elogios excessivos, lançando mão de todos os recursos retóricos. Um bajulador. No encontro seguinte, maldisse colegas e superiores. Um caluniador, e caluniadores são os vermes que corroem qualquer organização. Não bastasse, vangloriava-se do seu círculo de amizades. Um vaidoso. Indivíduos assim, por mais brilhantes que sejam, são indignos de confiança.”


Puxa-sacos, fofoqueiros e egocêntricos contaminam todos ao redor. Da ratatuia, melhor distância.

1 visualização

Posts recentes

Ver tudo