top of page

Cachorro cagueta


Às vezes, acontecia das xilogravuras de ukiyo-e 浮世絵 simularem pinturas de biombos, ocasiões em que eram chamadas de trípticos.

O tríptico em questão apresenta ele, ninguém menos que Minamoto Yorimitsu 源頼光 (948-1021), vulgo Raiko, samurai de currículo invejável que assassinou e decapitou Shuten Doji 酒呑童子, o demônio alcoólatra, terceiro entre os Nihon sandai aku yokai 日本三大悪妖怪, três piores yokai da história do Japão. Aqui, Yorimitsu atravessa o desfiladeiro Takeyama 焼山acompanhado de vassalos super confiáveis: Hirai Yasumasa 平井保昌, personagem fictício, Urabe Suetake 卜部季武 (950-1022) e Watanabe Tsuna 渡邊綱 (953-1025), estes membros do exclusivíssimo shiten’no 四天王, milícia dos quatro braços-direitos de Raiko.

A missão? Prender vagabundo.

E eis que do aquém, do além, de onde não vem ninguém surge uma intimidante serpente de olhos baços, dorso escuro e ventre avermelhado, língua sibilante e presas gotejando peçonha. Apesar da iminência do bote, o ofídio não parece intimidar o sossegado vira-lata preto que se aproxima.

Estranho.

O comportamento do cão mostra ao então temeroso Yorimitsu que a serpente era, na verdade, uma elaborada miragem conjurada pelo fora-da-lei Hakamadare Yasumasa 袴埀保輔, sentado nos galhos do pinheiro à direita, os dedos contorcidos em mudrás malignos. Ao atinar com a realidade, Raiko rompe o quebranto.

Não somente em lendas, o Minamoto Yorimitsu da vida real era cabuloso. Ao lado do irmão Minamoto Yorinobu 源頼信 (968-1048), serviu aos imperadores descendentes do clã Fujiwara 藤原, sem medir esforços para capturar perturbadores da lei, às vezes com métodos condenáveis pelos próprios empregadores.

O Jack Bauer do período Heian 平安時代 (974-1185).


Título: Kijutsu wo yabutte Yorimitsu Hakamadare wo karamen to su 破奇術頼光袴垂為搦 (1858)

Artista: Utagawa Yoshitsuya 歌川芳艶 (1822-1866)


postagem em parceria com @pictures_of_the_floating_world

2 visualizações
bottom of page