A moça e o demônio


Kuchi-e 口絵 era o nome dado às ilustrações impressas na folha de rosto dos romances e revistas literárias publicados no Japão entre as décadas de 1890 e 1910. Costumavam apresentar mulheres, principais consumidoras do gênero. A maioria dos kuchi-e media 22 x 30 cm ou 14 x 20 cm, sendo dobrados em três partes ou na metade. A primeira publicação de grande porte a trazer kuchi-e de forma ostensiva foi a revista literária Bungei Kurabu 文藝倶楽部, editada de 1895 a 1933.

O padrão de qualidade dos kuchi-e era super alto. Feito em uma época de técnicas xilográficas bastante avançadas, o acréscimo das imagens chegava a consumir metade do orçamento de produção de um livro ou revista.

Na imagem, a garota ajeita o penteado com a ajuda de um espelho de mão, tão absorta que ignora por completo a presença do demônio — que, frustrado, desistiu de assombrar a jovem.

Fazer o quê?


Artista: Mizuno Toshikata 水野年方 (1866-1908)


postagem em parceria com @pictures_of_the_floating_world

5 visualizações

Posts recentes

Ver tudo