Às margens da margem


Uma garota de programa dos pequenos e desditosos bordéis kashi 川岸, localizados às margens dos grandes fossos escavados em torno dos quarteirões dos prazeres de Yoshiwara 吉原遊廓, na capital Edo 江戸, de modo a facilitar sua exclusão e monitoramento. A prostituta em questão é de categoria inferior, raspa do tacho, carente do treinamento e requinte daquelas exercendo o ofício do lado interno dos muros. A ela, cabem os destituídos e os derrotados, incapazes de arcar com as taxas cobradas no distrito da luz vermelha.

A jovem utiliza um palito de dentes para tirar alguma eventual alga marinha grudada, em preparação para o turno vespertino que se inicia. O princípio da dupla papada no queixo, assim como os cabelos em desalinho e os seios à mostra, comprovam sua negligência e falta de modos. A pequena sacola nioi-bukuro 匂い袋 possui um sachê de incenso, utilizado para camuflar odores corporais desagradáveis.

O valor de uma prostituta de alto escalão poderia alcançar um bu. Difícil generalizar cotações, mas, em amplas linhas, um ryo 両 equivalia a dezoito gramas de ouro. Quatro bu inteiravam um ryo, e dezesseis shu perfaziam um bu. A maioria das garotas de programa, porém, era mais acessível. Seus serviços poderiam ser adquiridos por dois shu, às vezes menos. Tamanha variação de preços almejava atender clientelas de estratos sociais os mais diversos.


Imagem: Kashi 川岸

Série: Hokkoku goshiki zumi 北国五色墨 (c. 1794-1795)

Artista: Kitagawa Utamaro 喜多川歌麿 (1753-1806)


postagem em parceria com @pictures_of_the_floating_world

3 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

A ostra

Máscaras